2021, will you think about me?

 

«2021, will you think ’bout me?
I could wait a year, but I couldn’t wait three.»

 

Eu a tentar agarrar-me ao último bocado de esperança para salvar este ano: Se os Vampire Weekend fizeram uma música sobre 2021 é porque vai ser um bom ano.

Na verdade, 2020 não foi tão terrivel assim. Quer dizer, aconteceu tanta coisa má que eu perdi conta a meio do caminho. Mas isso permitiu-me focar nas coisas boas. E há um tipo diferente de liberdade que sentes que já não tens mais nada a perder. Para citar um dos meus filmes favoritos: “É apenas depois de perder tudo que somos livres para fazer qualquer coisa”. Descobri novas paixões, explorei antigas e saí da minha zona de conforto inúmeras vezes. Perdi amigos, ganhei novos e reaproximei-me de outros. Um período que nos traz crecimento nunc pode ser totalmente classificado como mau. E eu cresci tanto em 2020!

Qual a coisa mais importante que aprenderam este ano?

 

So. So.

Me trying to hold on to the last beam of hope to save this year:. If Vampire Weekend made a song about 2021, it will be a good year.

Actually, 2020 was not such a terrible year. I mean, so many bad things happened I lost count along the way. But that allowed me to focus on all the good things instead. And there’s a different kind of freedom when you don’t have much left to lose. To quote one of my favorite movies: “It’s only after we’ve lost everything that we’re free to do anything”. I got to discover new passions, explored old ones and got out of my comfort zone several times. I lost friends, gained new ones and got closer to others. A period which brings you growth can never be fully classified as bad. And I grew a lot in 2020! 

What was the most important thing you leaned this year?

2 thoughts on “2021, will you think about me?”

Leave a Comment