BATEAU-MOUCHE

Bateau-Mouche

Bateau-Mouche

 

Bateau-Mouche

Há exatamente dois anos, fiz um Bateau-Mouche com amigos. Era uma sexta depois do almoço (ainda me lembro que comi num restaurante chamado “La Poule au Pot” no 7º). Estávamos de férias, um lindo dia de verão e eu estava genuinamente feliz pela primeira vez em algum tempo. Lembro-me de pensar como seria bom viver nesta cidade. Sonhei em andar por ruas bonitas, comprar croissaints na boulangerie da minha rua, falar francês e trabalhar em moda. Também pensei quão distante esta vida era sendo que eu vivia a 1800km de distância, trabalhava na banca e falava cerca de 3 palavras em francês.

Agora que olho para trás, esta viagem mudou a minha vida! Esta ideia ficou presa na minha cabeça e uma série de eventos infelizes na minha vida fizeram-me pressionar aquele botão de “submeter aplicação” uns meses mais tarde. A viagem mais aleatória da minha vida (imaginem isto: eu e a minha amiga, as duas tristes, a precisar de fugir do caos por uns dias, viram-se uma para a outra e dizem “e se fossemos a Paris?” e marcamos bilhetes no mesmo dia), acabou por ser exatamente o que eu precisava.

Câmara rápida para dois anos mais tarde… e fiz de novo um Bateau-Mouche! Agora como uma quase-local a celebrar o seu primeiro ano na cidade. Agora, eu ando mesmo nestas ruas bonitas. E compro croissaints da boulangerie da minha rua. Trabalho em moda e falo francês! Wowowow… como as coisas mudam em dois anos! Mas uma coisa nunca muda: vou ser “AWWWW” quando vir a Torre Eiffel. SEMPRE! Bem, e a viagem de barco também foi um pouco diferente. Desta vez, tivemos jantar com vista. E há alguma coisa mais bonita do que Paris à noite? Também foi uma desculpa para me vestir mais elegante por isso foi um grande SIM para mim. Noite amorosa, cidade amorosa, vida amorosa ♥.

 

 

Bateaux Mouches

Exactly two years ago today, I did a Bateau-Mouche with some friends. It was a Friday after lunch (I still remember I ate in a restaurant called “La Poule au Pot” in the 7th). We were on holidays, it was a beautiful summer day and I was feeling genuinely happy after a long time. I remember thinking how cool it would be to live in this city. I dreamt about walking around those pretty streets, buying croissants in the boulangerie of my street, speaking French and working in fashion. And I also thought how far away this life was from me since I was living 1800km away, working in banking and barely speaking 3 words in French.

Now that I look back, this trip changed my life! This idea got stuck in my head and a series of unfortunate events in my life made me press that “submit application” button just a few months later. The most random trip of my life  (picture this: me and my friend, both sad, needing to escape the chaos for a few days, turn to each other and say “what if we go to Paris?” and book tickets the same day), ended up being exactly what I needed.

Fast forward to two years later… and I did a Bateau-Mouche again! Now, as an almost-local celebrating one year in the city. Now I do walk these pretty streets. And I do buy croissants in the boulangerie of my street. I do work in fashion and I do speak French! Wowowow… how much can change in two years! But one thing never changes: I will always “AWWWW” when I see the Eiffel Tower. ALWAYS! Well and the boat ride was a bit different too. This time, we had dinner with a view. And is there anything prettier than Paris by night? It was also an excuse to dress up so it was just a big YES to me! Lovely night, lovely city, lovely life ♥.

SoSo.

1 thought on “BATEAU-MOUCHE”

Leave a Comment